A saída de Genebra na Suíça até Chamonix foi feita de ônibus, logo pela manhã. De Genebra já foi possível ver a distância, mas agora pela primeira vez veríamos os Alpes de perto, completamente cobertos do gelo no inverno. A expectativa era de muito frio, e talvez até pegar um pouco de neve no alto das montanhas.

Chamonix Ville

Chamonix é uma pequena cidade francesa encravada entre as montanhas dos Alpes, quase entre as fronteiras da Suíça, Itália e França, na comuna de Haute-Savoie. Atrai todos os anos milhares de turistas, pela beleza singular da região, pela comida e pelos esportes de inverno.  Atualmente é a capital mundial dos montanhistas e trekkers, amantes do esqui alpino e das montanhas. O próprio termo alpinismo surgiu aqui nos Alpes, e alguns dos maiores esquiadores e alpinistas mundiais nasceram ali ou praticam anualmente na região.

a pitoresca Chamonix no inverno

A cidade de Chamonix tem cerca de 13.000 habitantes, mas chega a receber entre 100 e 150 mil turistas nos picos de estação de inverno e verão. A rede hoteleira é bem diversificada e possui também bons restaurantes. O fascinante da cidade é a sua posição entre as montanhas, e de qualquer lugar, até mesmo da janela de seu hotel é possível admirar paisagens incríveis. O cenário ainda ganha maior beleza com o Mont Blanc, a maior montanha da Europa Ocidental com 4.808 metros de altitude, e destino de alpinistas de todo o mundo.

o maciço do Mont Blanc, a maior montanha da Europa

As duas principais áreas de esqui na cidade são Le Brevent e Auguille du Midi. Esta apenas para esquiadores profissionais, por ser considerada uma “off-track”.

Algumas pessoas dizem que as melhores vistas do Mont Blanc são do topo do teleférico que leva a Le Brevent, mas o teleférico para Aiguille du Midi que sai do centro de Chamonix, é sem dúvida um dos mais incríveis e radicais do mundo. É uma viagem de duas etapas. A primeira traz os visitantes para o Plan de l’Aiguille (2300m). A segunda fase atravessa a geleira Les Pelerins  antes de subir quase que verticalmente a face norte da Aiguille du Midi.

a subida quase vertical a quase 3800 mts a Auguille du Midi. Repare nas escadas e plataformas de observação à esquerda completamente congeladas

A partir da estação superior (a 3842m) a visão dos Alpes é indescritível. A estação de topo da Aiguille du Midi tem vários terraços onde os visitantes podem admirar as vistas espetaculares dos Alpes suíços, franceses e italianos. Em um dia claro é possível ver o Matterhorn e o Monte Rosa.

estação superior entre as nuvens

Um elevador dentro da rocha ergue-se para os 42m finais, ao terraço superior a 3842m. Este é o mais próximo que você pode chegar ao Mont Blanc sem subir escalando. Aguardamos o tempo melhorar para pegar o elevador, para poder ter uma visão total em 360 graus da região. Um pouco de neve caia e fazia 3 graus abaixo de zero, mas valia tudo para estar ali. E nada que uma caneca de chocolate quente não resolvesse…

. plataformas de observação e a cidade de Chamonix mais de 2000 metros abaixo

O Mer de Glace, a Caverna de Gelo e o trem Montenvers são outras das maiores atrações do vale de Chamonix. O Mer de Glace é o maior glaciar da França, com 7kms de comprimento e 200m de profundidade. No inverno, milhares de esquiadores seguem  a geleira até a estação ferroviária Montenvers após esquiar o famoso “Vallee Blanche”.

Travessia de teleférico sobre o Valle Blanche para a Itália fechada por causa do clima.

Para acessar o Mer de Glace e Caverna de Gelo em Chamonix, você deve tomar o trenzinho das Montenvers. O trem sai de Gare du Montenvers, também no centro da cidade. Infelizmente não pudemos visitar a geleira, em virtude do mal tempo naquele mês. Todo o percurso estava fechado para turismo.

Montanhistas iniciando a passagem ao Valle Blanche

Deixamos a cidade de Chamonix em direção a Suíça, e a cidade de Zermatt, nosso próximo ponto de parada. Pegaríamos o famoso trem na rota entre os Alpes, pelo panorâmico Glacier Express. Ao total viajaríamos de leste a oeste no coração dos alpes suíços até St. Moritz, passando por 291 pontes e 91 túneis.

Estação Chamonix – Mont Blanc